sábado, 6 de abril de 2013

Fujifilm: O Fim de Uma Era



A decisão já estava anunciada desde Novembro passado, mas a oficialização apenas surgiu nos últimos dias: a Fujifilm deixará de produzir película, em todas as suas vertentes, para produções cinematográficas.

Embora mantenha o serviço dedicado à revelação de película de arquivo em preto-e-branco para a criação de matrizes digitais (um processo denominado ETERNA-RDS), a Fujifilm indicou duas razões primordiais para esta cessação: o óbvio decréscimo, por parte da indústria, de película como formato de rodagem e o domínio da rival Kodak como principal fornecedor de filme em 35mm.

Desta notícia, surge uma inevitável questão: o monopólio da Kodak será vantajoso para a produção e sobrevivência da película?

[Fonte: Deadline.]

1 comentários:

  1. Nem sei que te diga, sinceramente. Aos poucos, a película parece cada vez menor no meio desta grande indústria. Há que ter esperança que haja vantagens nesse monopólio...

    Cumprimentos cinéfilos :*

    ResponderEliminar