sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

O Arquivo do Dia #195 — A Conferência de Paz de Paris



A 18 de Janeiro de 1919, tem início a Conferência de Paz de Paris, liderada pelas forças aliadas que saíram vencedoras da Primeira Guerra Mundial, com o objectivo de definir condições aos países derrotados naquele conflito. Também designada por Conferência de Versalhes, e para além dos primeiros passos empreendidos na constituição da futura Liga das Nações, o Tratado formulado nessas reuniões determinou uma considerável perda de território e diversas sanções económicas (sobretudo, por intermédio de indemnizações de guerra) à Alemanha, num processo que, segundo alguns historiadores, foi decisivo para a ascensão do nazismo nos anos 30 naquele país.

Dos arquivos da British Pathé, resgatamos não só o "retrato de grupo" de alguns dos líderes mundiais que marcaram presença na Conferência de Paz de Paris, como também o ambiente geral de uma formalidade que, para o bem e para o mal, marcaria o contexto geopolítico da Europa nas décadas seguintes.



[Fontes: British Pathé].
[Imagem: General History].

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

O Arquivo do Dia #194 — No Aniversário de John Carpenter



John Carpenter, cineasta norte-americano de culto e autor de títulos capitais do cinema de terror e ficção-científica dos anos 70 e 80 — ASSAULT ON PRECINT 13 (1976), HALLOWEEN (1978), THE FOG (1980), THE THING (1982), STARMAN (1984), THEY LIVE (1988)... —, celebra hoje 70 anos.

Para assinalar a data, o Arquivo de hoje resgata a presença de John Carpenter no Late Night com David Letterman, emitida a 9 de Junho de 1982, onde o realizador, para além de promover a estreia de THE THING, fala sobre a importância do controlo artístico, de como gerar milhões nas bilheteiras com um filme produzido por apenas três mil dólares, e das reacções diversas das plateias ao terror no grande ecrã, num diálogo sucinto e informal de um autor que, à data daquela entrevista, demonstrava plena convicção no seu talento e nas ambições para o futuro da sua carreira.



[Fontes: NBC / Wichita Big Screen].
[Imagem: Bloody Disgusting].

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

O Arquivo do Dia #193 — A Clássica Coca-Cola



A 15 de Janeiro de 1889, John Stith Pemberton inaugura, em Atlanta, a Pemberton Medicine Company que, poucos anos depois, se transformaria na The Coca-Cola Company. A Coca-Cola, a principal marca da empresa e que, nos seus primórdios, chegou a ser comercializada como produto medicinal, tornar-se-ia na bebida do Século XX, tanto pelo sucesso comercial que gerou ao longos dos anos, como pelo seu indelével estatuto de símbolo maior da cultura popular dos Estados Unidos da América.

No que se poderia designar como momento de nostálgica e gratuita publicidade, o Arquivo do Dia recorda algumas campanhas clássicas da Coca-Cola ao longo das décadas. Da promessa dos seus benefícios para a saúde à "conquista emocional" do consumidor, este exercício de memória demonstra também, curiosa e inadvertidamente, a evolução da própria sociedade norte-americana desde os anos 50.

1937


1950


1953


1961


1961 a 1963


1971


1979


[Fontes: The Coca-Cola Company / NorwegianTurboBrains / Super Villain Gaming / karisma50 / Campaign Live / All Classic Video / Project ReBrief / stiggerpao].
[Imagem: UNP].

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

O Arquivo do Dia #192 — Rendez-Vous no Espaço



A 14 de Janeiro de 1969, ocorre o lançamento da nave espacial Soyuz 4, assinalando a primeira missão soviética de acoplamento (que aconteceu dois dias depois, com a nave Soyuz 5) do programa espacial soviético. As naves permaneceram acopladas durante mais de quatro horas, numa missão que, para além dos seus objectivos de pesquisa científica e médica, cimentou os planos para a construção futura de uma estação espacial.

Embora apenas existam, on-line, versões com narração em russo e sem qualquer tipo de legendagem, as imagens do documentário (segundo algumas fontes, produzido em 1969 sob o título FOUR IN THE COSMOS, e "angariado" pelos serviços fílmicos da CIA) que compõe o Arquivo de hoje são suficientemente eloquentes e ilustrativas. Do quotidiano de gravidade zero de um astronauta nos anos 50 até à apresentação das principais etapas da missão da Soyuz 4, eis um material que não só regista um passo fulcral na História da exploração espacial, como também demonstra o poder puro da imagem em movimento.



[Fontes: National Security Council / Central Intelligence Agency (CIA) / National Archives / Charlie Dean Archives].
[Imagem: Sen — Space Television].

sábado, 12 de janeiro de 2019

O Arquivo do Dia #191 — British Film Institute, 1963



E agora, para algo simultaneamente diferente e óbvio: um Arquivo do Dia sobre arquivos. No caso em concreto, o do British Film Institute (BFI), através de um documentário de 1963 que realça o trabalho de conservação fílmica promovido por uma das principais entidades europeias deste ramo.

Uma perspectiva singular sobre os métodos de preservação e restauro do BFI em meados dos anos 60, onde é possível conhecer a proficiência, tanto técnica como "alquímica", do arquivo nacional britânico em prol da sobrevivência da História do Cinema em película.



[Fonte: British Pathé].
[Imagem: British Film Institute].

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Estreia da Semana: VOX LUX



VOX LUX, de Brady Corbet, rodado em película de 35mm (Kodak Vision3 250D 5207, Kodak Vision3 200T 5213, Kodak Vision3 500T 5219).

«If anything, VOX LUX was to be an extension of the storytelling power of 35mm film that had worked so successfully on our previous production together. We both felt film was the perfect platform for this commentary on modern times.», Lol Crawley, director de fotografia do filme.

[Fonte: Kodak Motion Picture Film].
[Imagem: Getty Images / ComingSoon.net].

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

O Arquivo do Dia #190 — A Mona Lisa em Washington



A 8 de Janeiro de 1963, a National Gallery of Art inaugura a exibição da Mona Lisa, de Leonardo Da Vinci, em Washington. Após uma breve apresentação do quadro no Metropolitan Museum of Art, em Nova Iorque, a chegada da Mona Lisa à capital americana contou com a presença do casal Kennedy, num momento captado pelas câmaras da Universal International News.

Tão fascinante quanto o glamour da cerimónia ou os procedimentos de segurança em torno do quadro que hoje se relevam, é a própria história da viagem empreendida pelo "sorriso mais famoso do Mundo" aos Estados Unidos: uma iniciativa da Primeira-dama Jacqueline Kennedy, que persuadiu o então Ministro da Cultura de França, André Malraux, e enfrentou as ferozes objecções de responsáveis artísticos sobre a viabilidade daquela expedição, permitindo assim a partilha da Mona Lisa junto do público americano e, nesse processo, concretizando uma admiração ímpar por uma única obra de arte em toda a História Americana.



[Fontes: The White House Historical Association / Universal Pictures / Jeff Quitney].
[Imagem: History Channel].

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

O Arquivo do Dia #189 — A Patente do 35mm



A 7 de Janeiro de 1894, William Kennedy Dickson obtém, do United States Patent and Trademark Office, a patente relativa à invenção de filme em película de celulóide. Elaborada a partir de um rolo convencional de 70mm, Dickson compôs a sua criação através da perfuração lateral de tiras de filme em 35mm, o formato padrão para a produção cinematográfica e que possibilitou, pouco tempo depois, o desenvolvimento técnico e comercial do Cinetoscópio pela Edison Manufacturing Company. Assim, concretizava-se o desejo de conceber o dispositivo que, nas palavras de Dickson, "faria para olho o que o fonógrafo faz para o ouvido".

Os fundamentos básicos daquela invenção (pormenorizadamente descritos, por William Kennedy Dickson, em History of the Kinetograph, Kinetoscope and Kinetophonograph) foram determinantes para o dealbar da expressão artística mais importante do Século XX, sendo por intermédio da película de celulóide que, muitas vezes, vos chega o Arquivo do Dia. Porém, e pelo assunto hoje destacado, recordamos uma das primeiras experiências fílmicas de Dickson enquanto funcionário da Thomas A. Edison Inc: DICKSON EXPERIMENTAL SOUND FILM (1894), raro "sobrevivente" de títulos para reprodução em Cinefone e merecedor de rasgado debate contemporâneo em torno do seu conteúdo temático, no qual dois homens dançam ao som de uma melodia tocada ao violino pelo próprio William Kennedy Dickson.



[Fontes: Edison Manufacturing Company / Library of Congress].
[Imagem: University of Melbourne Archives].

domingo, 6 de janeiro de 2019

O Arquivo do Dia #188 — "Vidas Privadas" de Hollywood



Produzido em 1963 por Ken Murray ("o homem que fazia filmes sobre homens que fizeram filmes"), HOLLYWOOD WITHOUT MAKE-UP apresentava-se como uma colecção de home movies sobre a faceta menos mediática de uma série de vedetas de Hollywood.

Assim, neste curioso exercício de aparente observação casual da fama sem argumentos nem realizadores, "desfilam" perante nós momentos de descontracção, num registo entre o humorístico e o pitoresco, protagonizados por Dick Powell, Cary Grant, Debbie Reynolds, Joel McCrea, os Irmãos Marx, Norma Shearer, Kirk Douglas ou Tom Mix, entre uma multidão de alguns dos nomes mais icónicos do Cinema Americano.



[Fontes e Imagem: Filmaster Incorporated / Internet Archive].

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

O Arquivo do Dia #187 — March of Dimes



A 3 de Janeiro de 1938, o Presidente Franklin Delano Roosevelt estabelece a National Foundation for Infantile Paralysis (Fundação Nacional para a Paralisia Infantil), organização sem fins lucrativos com o propósito de patrocinar a investigação e o combate à poliomielite. Desde a sua origem e até à actualidade, a iniciativa de Roosevelt tem desdobrado a sua actividade em cinco matrizes fundamentais: pesquisa científica, educação a grávidas, programas comunitários, suporte legal e governamental e apoio económico a mães carenciadas, tendo sido, entre outras "conquistas", responsável pelo financiamento da vacina, desenvolvida por Jonas Salk, contra a poliomielite.

O trabalho empreendido pela National Foundation for Infantile Paralysis (também designada por "March of Dimes", termo cunhado por uma campanha de angariação de fundos que teve em Eddie Cantor o seu principal protagonista) revela-se no filme que compõe o Arquivo de hoje. Um breve conjunto de imagens em movimento, onde é possível vislumbrar Jonas Salk e Franklin Delano Roosevelt, que se constitui como importante testemunho histórico sobre um dos triunfos mais relevantes da Medicina no Século XX.



[Fonte: March of Dimes].
[Imagem: Envisioning The American Dream].