sábado, 13 de outubro de 2012

To Save and Project

Celebração de obras primas preservadas e redescobertas do cinema mundial, o To Save and Project — Festival Internacional de Preservação Cinematográfica (uma iniciativa do Museum of Modern Art) assinala, de 11 de Outubro a 12 de Novembro, o seu décimo aniversário com uma selecção densa e variada de filmes mas onde predomina o sentido de salvaguardar e exibir cinema da forma mais clássica possível.


imagem de CALL HER SAVAGE (1932), de John Francis Dillon

O programa abrange desde uma curta colorida manualmente datada de 1907 (EN AVANT LA MUSIQUE) até UPRISING, uma compilação de imagens recolhidas durante alguns dos momentos mais marcantes da Primavera Árabe supervisionada pelo programa Herança Audiovisual da Unesco.

Pelo meio, destacam-se versões restauradas de CALL HER SAVAGE (1932, John Francis Dillon, com Clara Bow), WILD GIRL (1932, Raoul Walsh), IL GENERAL DELLA ROVERE (1959, Roberto Rossellini) e LOLA (1961, Jacques Demy).


Anouk Aimée em LOLA (1961), de Jacques Demy

E depois há o "pormenor de classe": toda a programação, com poucas excepções, será projectada em película. Ou, nas palavras de Joshua Siegel, director do festival, «Ainda não estou inteiramente convencido de que a tecnologia digital tenha alcançado um ponto de sofisticação para a comparar, sequer, com a qualidade do celulóide projectado no grande ecrã».

Um evento obrigatório para quem "padece" do Síndroma do Vinagre...

[Fonte: The New York Times.]

2 comentários:

  1. Gosto! :) Sempre atento.

    Cumprimentos cinéfilos :*

    ResponderEliminar
  2. As boas notícias são para serem partilhadas :)

    Cumps cinéfilos :*

    ResponderEliminar